23 novembro 2006

Cada tiro, cada melro...


A Senhora Ministra da Cultura, Isabel Pires de Lima, não pára de nos surpreender com notícias importantes para a cultura portuguesa e declarações cheias d'esprit!
Depois do anúncio da criação do Museu da Língua Portuguesa, essa grande obra socrática em prol da cultura nacional, eis que a senhora Pires de Lima vem acusar a Câmara Municipal do Porto de não investir na cultura!Claro que o Presidente da invicta deu a resposta que a senhora ministra merecia!
A senhora ministra, que anda sempre muito informada, deveria preocupar-se com os cortes orçamentais que o seu ministério, já de si depauperado, sofre com o OE 2007 apresentado pelo governo. Se o desejo desde há muitos anos era chegar ao 1% do OE para a Cultura, com este governo e esta ministra não chegamos sequer aos 0,5 %. Bravo!
Quanto ao Porto, a CMP têm investido sobretudo em áreas que são importantes e estruturais para a cultura do concelho, isto é, nos museus, bibliotecas e arquivos. A senhora Pires de Lima bem podia aprender qualquer coisa de novo e de salutar para a Cultura Portuguesa, e investir naquilo que são as bases estruturais de promoção, difusão e conservação dos bens culturais do país, isto é, os museus, as bibliotecas e os arquivos. Se assim fosse, o dinheiro era bem gasto e era útil. Claro que isso obrigaria a cortes em outras áreas e projectos, como o da criação de novos museus inúteis, ou no pagamento a juros de colecções privadas de gosto duvidoso.
Para que isto acontecesse seria necessário, contudo, que a senhora ministra estivesse mais bem informada e se dedicasse um pouco mais aos reais problemas do seu ministério. Seria também importante que tivesse um conhecimento mínimo sobre aquilo que se vai passando pelo país e quais as colecções, arquivos, artistas, livros e demais produções culturais que o país têm. Por fim, um pouco de amor a esse património inestimável também não ficaria mal.
Talvez assim, da próxima vez que perguntarem em entrevista à senhora Ministra que identifique os 10 museus e colecções de que mais gosta, ela se lembre de alguma colecção portuguesa, antes do 10º lugar, e já agora que acerte no local onde essa colecção se encontra.
Não há nada mais triste que ser ignorado pela própria tutela ignorante!
É que nem a colecção Berardo! Chiça!
Cada tiro cada melro...

7 comentários:

Anónimo disse...

E quem fala assim, meu querido, é de um todo menos cego! Ou surdo... ou... paraplégico!?!?!? Agora é que a tia se baralhou, "por mais da conta, como diria a tia brasileira amiga da tia! Ouça, é qualquer coisa de bom! A tia até vai fazer um abaixo assinado para ver se a pussid... da Pires (do pai... será!?) de (who knows...) Lima (da mãe, que remédio) para deitar ABAIXO tudo o que esta senhora tentar expor seja o que for que não tenhasido produzido em terras lusitanas! A tia lhe garante que isto não fica assim e muito menos vai ficar se à tia não deram os fundos para por a sua peça na órbita cultural deste país! mas como a tia é super crente vai acreditar com imensa força que não vai acabar no Comuna nem no Barraca.
O meino ajuda a tia, não é? beijinhos, a tia lave iú (o código... não se esqueça!)

Anónimo disse...

ha... e a tia esuqeceu-se de dizer que assim que este Gov... for para os espaço o título de uma das suas meditações popularmente escritas pode vir a chamar-se "CADA TIO A CADA METRO!" coisa que a tia va adorar! beijinhos

marcela castro disse...

no me extraña que la ministra de cultura no sepa mucho de cultura, me parece que pocas veces eligen a alguien adecuado para ese ministerio en los paises, porque la verdad es que ¿a quien le importa la cultura? es considerada gasto, nunca inversion.
muchos cuando pensamos en portugal inmediatamente pensamos en Coimbra y en la larga tradicion universitaria de ese pais. me da pena leer comentarios sobre como portugal va descuidando su riqueza cultural, siendo uno de los paises que mas deberia protegerlos.

PBH disse...

Coimbra??
Como dizia um amigo meu "Coimbra deixou de existir há 400 anos!"

Talvez seja maldade...

DRS disse...

Acho que sou insuspeito de simpatizar com a Sr.ª Ministra da Cultura. Até por isso, não posso deixar de perguntar: a Ministra da Cultura não tem o direito de achar que nenhum museu português está entre os seus 10 preferidos? Ou tem de mentir, para satisfazer o orgulho nacional? Ou existe alguma quota para os museus portugueses nas preferências oficiais dos ministros?
Pela minha parte, se listar os meus 10 +, não consigo lá encaixar um museu português que seja. Se calhar nem nos 20 +. Isso faz de mim inculto ou antipatriótico? Esta agora!...

PBH disse...

A Sra. Ministra da Cultura pode gostar do que ela bem quiser. Não deixa contudo de ser de mau gosto, ocupando o cargo de tutela da Cultura portuguesa, que nas suas preferências seja referenciada apenas uma colecção portuguesa, que a Sra. Pires de Lima nem sequer sabe localizar.
Os Portugueses não pedem à Sra. Pires de Lima que seja culta, nem muito menos que tenha bom gosto, à falta dele já nós nos habituámos, no entanto, quanto ao ser patriótica, se isso significa fazer defesa da Cultua portuguesa, então meu caro DRS, se ela não o faz quem fará??
A Sra. Pires de Lima pode ter os gostos que entender, os portugueses perdoam-lhe.
Os portugueses já não perdoam, porque estão cansados, é os incompetentes e os deslumbrados!

marcela castro disse...

PBH, algunos crecimos mientras nos leian historia medieval para dormirnos, que le vamos a hacer, por eso algunos queriamos estudiar en coimbra o en la sorbona de paris.

Que la ministra de cultura no encuentre ningun museo o coleccion portuguesa de su gusto es una muestra de su ineptitud, porque ella es la responsable directa de que existan y se preserven esos museos y colecciones y que lleguen a ser conocidas por los ciudadanos. Si ella no los conoce no es solo una cuestion de gustos, DRS, sino de que no ha hecho nada en su cartera. Perdona que sea tan dura, pero es absurdo que una ministra de cultura no conozca los tesoros que debe proteger. Si ella no los valora, ¿por que tendrian que hacerlo las personas? Si ella no los publicita , ¿como van a saber los portugueses lo que tienen? De lo contrario, como en articulos anteriores, museos tendran que atraer publico no por sus tesoros, que son de los portugueses, que cuentan la historia de sus vidas, sino por exposiciones como Star Wars (con perdon de Darth Vader)