15 outubro 2006

Fantasmas na RTP

No meu regresso de férias ainda encontrei ecos de uma pequena polémica que não resisto a comentar. No âmbito de um programa que a RTP está a divulgar, intitulado os grandes portugueses, a estação televisiva desafia os portugueses a nomearem aquele que consideram como o mais relevante de toda a nossa história, dando para o efeito uma lista de sugestões de personalidades marcantes. No entanto, entre as sugestões, não constava um dos nomes que mais marcou o século XX português: António de Oliveira Salazar.
Perante uma polémica prestes a nascer, a RTP tratou de rapidamente incluir a personalidade em causa (bem como outras que não constavam inicialmente), dizendo ter-se tratado de um lapso. Um lapso?? Mas acham que alguém acredita nisso?!?! Lapso não, trata-se de censura e de uma abominável tentativa de orientação e manipulação de escolhas, bem ao estilo de uma classe jornalística com complexos de esquerda.
Passados mais de 30 anos, para alguns ainda lhes custa dizer o nome do antigo Presidente do Conselho. Mas o bandido do Otelo Saraiva de Carvalho e o criminoso do Vasco Gonçalves, lá estão na lista. Claro, esses grandes democratas a quem o país tanto deve não podiam seguramente ser esquecidos. A leitura da pequena biografia destas duas alminhas no site do programa é do melhor...
Só tenho curiosidade de saber se as verdadeiras escolhas dos portugueses serão ou não respeitadas. Ou será que vão alterar algum dos 10 nomeados em nome do politicamente correcto da esquerda?? A ver vamos...

3 comentários:

PBH disse...

Pelo juízo do RMG ficamos desde já a saber que a hipotética eleição de Otelo Saraiva de Carvalho ou de Vasco Gonçalves para os 10 "mais " da Nação é algo só possivel através de alguma manipulação jornalistica com complexos de esquerda. O raciocinio é lógico, na exacta medida em que, se Oliveira Salazar for eleito, partimos do principio que o seja por alguma manipulação de direita.

A verdade, meu caro RMG, é que não conheço o teor nem a razão dessa eleição. Acho mesmo ser um pouco tonta a ideia de trazer para a paranóia generalizada dos reality shows nacionais a alma de alguns ilustres da Pátria. O senhor D. Dinis ou Sto. António de Lisboa seguramente nunca se imaginaram em tais andanças, já para não falar do Venturoso, que deveria a considerar a ideia no mínimo atentatória, ou o seu filho uma coisa diabólica.

Mas visto que a guerra é entre quem vai a concurso ou não, acho que tem toda a razão em ficar indignado. Ou vão todos ou não vai nenhum!

As coisas valem o que valem. Discutir se o Dr. Salazar está como concorrente a um concurso promovido pela estação de televisão pública ou não, assim como os capitães de Abril é absolutamente irrelevante.

Mais interessante é discutir a forma mais celere de demitir o director do respectivo canal, assim como a direcção de programas a quem andamos a pagar o ordenado para a promoção de tais barbaridades.

DRS disse...

Pelos modos, ainda teremos um concurso para seleccionar quem vai a concurso! Bonito serviço!
Quanto ao mais, considerando que o Sr. General Vasco Gonçalves e o Sr. Coronel Vasco Lourenço estão para o Prof. Oliveira Salazar como Robespierre, Danton e Marat para o Ancien Régime ou Lenin, Trotsky e Stálin para o regime czarista, bom seria que nunca tivéssemos ouvido falar de qualquer dos três! Sim, porque o Velho Botas (Deus lhe fale na alma), sobre ser uma miséria nacional por direito próprio, ainda gerou as condições para que germinassem os outros dois. Irra!...

ASD disse...

Julgo que no âmbito desta polémica convem sublinhar que a essência do programa, em minha opinião (embora a divulgação da RTP imprima contornos diferentes), não assenta num trabalho historiográfico, ou seja não é um programa sobre História. É um programa de entretenimento, quanto muito poderá ter alguma função de divulgação, desde que as "biografias" das figuras históricas sejam cientificamente fundamentadas e trabalhadas segundo critérios isentos e rigorosos. Ora o sucedido não augura nem de perto nem de longe isso! O "lapso"...Rídiculo e preconceituoso de facto! Até o Prof. Rosas recusou o convite para ser consultor científico do dito programa.
Por isso será um programa de puro entretenimento, onde iremos aguardar anciosamente se Mário Soares é expulso antes de Otelo Saraiva de Carvalho ou se Oliveira Salazar fica mais tempo na "casa" do que Humberto Delgado, ou mesmo se D. João II ganha vantagem a D. Afonso Henriques. Haverá algum pontapé que ficará para a História? Houve bastantes na nossa História...
Prof. José Hermano Saraiva volte está perdoado!

ASD