13 novembro 2007

Mil passos que desse para isso eram só mil passos

O Programa e.escolas.net vai atingir amanhã (4ª feira) a simpática marca de 40.000 portáteis distribuídos, a preços reduzidos, a alunos do ensino secundário, professores e formandos da iniciativa Novas Oportunidades. Este programa é uma medida do Plano Tecnológico, e vai ser galardoado, também amanhã, com o "Best European Project Award", o mais elevado prémio de mérito conferido pela Toshiba.
Não me demoro em considerações sobre o impacte desta iniciativa no desenvolvimento da sociedade da informação em Portugal - é esse, aliás, o motivo do prémio. Seria ocioso realçar o que é por demais evidente. Porém, não será escusado lembrar que a generalização do acesso à internet de banda larga só se efectivará com a separação da PT e da PTM, da qual depende a criação de concorrência no sector.
Termino com uma pequena história, para me forçar a lembrar que esta iniciativa, posto que fundamental, é ainda e apenas um pequeno passo no longo caminho para a sociedade da informação. Um senhor que faz o favor de ser meu amigo, e que em 1982 estava colocado no Dubai, ao serviço de uma empresa portuguesa, tentou matricular o filho, com o 9º ano terminado em Portugal, no equivalente ao 10º ano de escolaridade. Qual não foi o seu espanto quando a direcção da escola o informou de que apenas podia matricular o filho no 8º ano! Questionando a escola, ouviu esta espantosa explicação: «Ele nem sequer sabe programar em Basic...».
Em que mundo nos deixámos ficar enquanto a História continuou o seu caminho?...

8 comentários:

RM disse...

Mil passos dados agora, sao mil passos que nunca ninguém havia dado antes!

Mais uma iniciativa do governo Sócrates a merecer aplausos e o reconhecimento devido. Bem sei, que nao faltaram, aqui mesmo, vozes criticas que tentem desviar as atençoes noutro sentido, mas os factos sao incontornáveis.

Rodrigo MG disse...

Pois, pois, esta era aquela iniciativa onde se contratavam criancinhas para o Sr PM fazer o seu número perante as TV's... Uma vergonha.

Rodrigo MG disse...

Ah, Dr Diogo, é bom tê-lo de volta! :)

António de Almeida disse...

-E sobre a banda larga, e o spin-off, é ler as preocupações da U.E.

Pedro BH disse...

Só pelo artigo o DRS merece um elogio..

O Bom Filho à casa volta..

É preciso é que volte!

André SD disse...

O exemplo é isso mesmo, isto é, exemplar. Mas estar-se-ão a dar em Portugal os passos certos para uma evolução significativa e que verdadeiramente contrarie o atraso estrutural que em tantos (demasiados) aspectos nos colocada na já tristemente célebre "cauda da Europa"?

É bom tê-lo de volta caro colega gazeteiro Diogo RS. Todos os contributos construtivos são sempre bem-vindos.
"Ouviu" RM? Construtivos...

RM disse...

Ai ai ai que o ASD anda a pedi-las... depois nao se venha queixar...

Fique lá sossegado com o seu entretém e nao responda a provocaçoes a menos que elas lhe sejam dirigidas! Combinado?

Diogo RS disse...

Agradeço, penhorado, os gentis comentários.
Tem muita razão o antónio de almida quando alude às preocupações da UE (terá talvez em mente as palavras da Comissária Nellie Kroes). A minha intenção ao escrever o post era, precisamente, partilhar essas preocupações.