06 novembro 2007

Ao que isto chegou!

No Diário de Notícias de hoje (dia 6) li uma peça sobre o a preparação de Sócrates e Santana para o debate do Orçamento.
Li e não quis acreditar!
Numa parte da notícia diz então o seguinte:

"O primeiro-ministro preparou-se com afinco. Colaboradores seus andam há semanas a recolher material sobre Pedro Santana Lopes. O staff de Sócrates inclui especialistas em pesquisa de informação, como José Almeida Ribeiro, seu adjunto, quadro do SIS."

Pois é, há um quadro das secretas no gabinete do PM a fazer pesquisa sobre pessoas. Ao que chegou o Governo PS!
E ainda mais extraordinário é que o facto tenha passado despercebido.
Que bem que vai a Democracia Lusitana...

14 comentários:

RM disse...

No site do Expresso de ontem (dia 6) li um artigo acerca da opiniao do PSD sobre a prestaçao do seu líder parlamentar no debate com o Primeiro-Ministro. Li e nao quis acreditar! A notícia dizia entao o seguinte:

"Mal Santana Lopes terminou o seu anunciado duelo com José Sócrates, começou a troca de mails entre deputados do PSD, alguns deles extensíveis a jornalistas, dando conta da frustração com que assistiram ao primeiro embate público entre o actual e o ex-primeiro-ministro, agora regressado às lides no papel de líder parlamentar do PSD.

"Desastre total!", lia-se na mensagem posta a circular entre deputados do PSD e jornalistas, e os comentários espalhados pelos corredores não eram muito diferentes. Apoiantes e críticos de Santana não disfarçavam o desencanto pela forma como correra esta sua primeira intervenção. O ex-primeiro-ministro era acusado de não ter sabido gerir o tempo, não ter dominado a técnica parlamentar, e ter-se deixado arrastar por José Sócrates para um revisitar do passado, sem ter, sequer, sabido defender-se à altura dos ferozes ataques do primeiro-ministro. (...)

Santana não conseguiu disfarçar a sua inexperiência das técnicas de intervenção no Parlamento e quando se começou a debruçar no tema do debate - as questões orçamentais - preparando-se para questionar duramente o primeiro-ministro sobre os graves problemas fiscais que penalizam a classe média, já Jaime Gama lhe pedia que acabasse. O seu tempo tinha chegado ao fim.

Para trás ficava uma frouxa intervenção do ex-primeiro-ministro que, depois de dizer não querer falar do passado, acabou por quase só falar dele. Com evidente nervosismo e sem conseguir tirar partido da comparação que ainda tentou fazer entre os números do crescimento económico registado á sua época e os números do crescimento actual. Sócrates foi "killer" no pano de fundo que definiu para a discussão: "o seu regresso faz rever um passado triste a que os portugueses não querem voltar". E Santana revelou-se mal preparado para uma tarefa que se sabia à partida ser de um grau de dificuldade similar ao da ressurreição..."

Pois é, parece que a incompetência lhe está mesmo no sangue! Que bem continua a ir o principal (?)partido da oposiçao em Portugal...

Rodrigo MG disse...

Em 2 posts que escrevi criticando o governo, num o meu caro amigo RM nem respondeu, noutro foi buscar um fait divers fugindo à questão essencial do post.
Não deixa de ser um bom sinal!
Thanks RM!

RM disse...

A uma oposição que é constituída por nada mais que isso mesmo que lhe chamou, não se pode ir buscar mais nada! Do mesmo vazio de conteúdo, significância e razão, se constituiem as críticas que o caro RMG diz ter escrito. Têm, portanto, a resposta que merecem... e repare que as respostas não chegaram não só da minha parte...

Mas o que me espanta, é o espanto do caro RMG que, usando o pensamento, concluiria aquilo que se suponha já dever ter percebido... o porquê de eu ter tanto prazer em responder a alguns dos gazeteiros e tão pouco em responder a outros...

Rodrigo MG disse...

A factos que citei, o caro RM é incapaz de responder. Para escrever qualquer coisa, vai buscar intrigas.
É elucidativo qb. Só não vê quem não quer...

André SD disse...

O RM tem uma visão muito peculiar, digamos assim, da política... Nada facciosa!

Assim como Sócrates tem uma visão muito peculiar, digamos assim, do país. Acção política para o sr. primeiro-ministro é sinónimo de arrogância, prepotência, desrespeito pela oposição e seus líderes, já sem falar pela instituição parlamentar. Que frete que é ir prestar contas não é assim!? Este comportamento é inaceitável para qualquer membro de qualquer governo. Quem tem estas atitudes e quem necessita no debate político de rebaixar os seus adversários para tentar prevalecer (e defender um OE perante o Parlamento por exemplo)não pode conduzir um governo durante muito mais tempo. O tempo e os eleitores a seu tempo falarão. O problema é o tempo que andamos a perder...Tanto tempo (desperdiçado!). "Time is money"

(Tempo é dinheiro. É esta a tradução sr. primeiro ministro)

Pedro BH disse...

Caro RMG

Num recente programa no Canal 1 da RTP - Prós e Contras- o Ministro da Administração Interna, depois de um aceso debate sobre a problemática das escutas, terminou dizendo: Escutas? Quais escutas?

De facto o tema é sensível e sendo o próprio a tutela dos serviços de informação compreende-se a resposta.

O que se compreende menos, é que um jornal escreva tal coisa e de seguida ninguém pegue no tema e o lance à cara do PM e do Ministro da Administração Interna, e questione o que raio andam a fazer os nossos serviços de informação. A quem servem? Com que objectivos?

Triste República!

Anónimo disse...

Costuma-se dizer que quem está mal, muda-se! Nao sei pelo que esperam!

RM disse...

Caro RMG,

A factos que o senhor citou, eu respondi citando outros factos! Se o caro RMG nao encontrou na resposta que lhe dei, relaçao com aquilo que o próprio havia escrito, isso já é um problema de análise seu! Era elucidativo mas pelos vistos nao chegou lá...

E mais, se para si o que o Diário de Notícias escreve sao factos, mas o que o Expresso escreve sao intrigas, volta a ser um problema de análise seu!

Quem o quiser entender, que entenda!

RM disse...

Caro ASD,

Agradeço-lhe, uma vez mais, os elogios à minha visao que, como sabe, se encontra em óptimo estado de conservaçao… digamos assim.

E posto isto eu sinto-me na obrigaçao de lhe elogiar também a sua visao… surreal, digamos assim. Que nao deixa de ser a mesma visao que preVIA um bom resultado do CDS-PP nas últimas legislativas (obteve 7% dos votos e desceu a 4ª força política do Parlamento, apenas com 1% de vantagem sobre o Bloco de Esquerda), ou que preVIA um bom resultado do mesmo partido nas últimas autárquicas (sozinho, conseguiu apenas duas Câmaras Municipais), ou que preVÊ, em sonhos, um regresso da Monarquia a Portugal e que agora preVÊ uma derrota do Partido Socialista em 2009… o senhor sabe, e eu sei que o senhor sabe, que um desejo repetido muitas vezes, nao se torna realidade!

pma disse...

Graças a Deus, mesmo que por uma ou duas vezes na vida, repetir um desejo muitas vezes faz com que ele se torne realidade! O que me lembra que já não me deve acontecer mais vez nenhuma...

Pedro BH disse...

O que é que este anónimo pretendeu dizer? Não percebi mas gostava de ser esclarecido...

Anónimo disse...

O problema é exactamente esse... é que não percebeste agora como não percebeste nunca e eu duvido que algum dia venhas a perceber...

Rodrigo MG disse...

RM, continuo à espera de um comentário seu sobre os dois assuntos. SIS e MNE.
Ou será pedir muito? Ou não sabe o que dizer?

Pedro BH disse...

Andam uns anónimos cada vez mais raros por este Blog!
O que vale é que aquilo que têm para dizer é apenas interessante na proporção da sua identificação!