03 março 2007

Em Santa Comba...

Ao que parece, os ânimos andam exaltados para os lados de Santa Comba Dão.

Tudo porque a autarquia decidiu criar um centro de estudos e um museu dedicado ao Dr. Salazar e ao Estado Novo.

A História não se apaga, nem se altera. Temos de saber olhar para ela e retirar os bons ensinamentos para o futuro. Um Povo sem História, é um Povo sem futuro.

É óbvio que num país como o nosso, uma proposta destas levanta logo polémica. E lá tinham que vir os auto-proclamados "democratas de serviço", valentes "anti-fascistas" para condenar a criação deste museu, alegando tratar-se de uma iniciativa saudosista.

Confesso que cada vez tenho menos pachorra para esta gente. Desde logo, muitos deles, ainda hoje dão vivas a Fidel Castro ou choram o desabamento do império soviético, numa dualidade de critérios de apreciação de regimes que fala só por si.

O desespero nestas tropas deve ser ainda maior depois de conhecerem o top 10 dos Grandes Portugueses...
Vamos ver como vai evoluir esta nova novela...

12 comentários:

epb disse...

sENHORES ANTI-FASCISTAS DA TRETA, APREGOADOS DEMOCRATAS DA NOSSA TERRA, DEIXEM O POVO HONRAR SALAZAR SE ASSIM O PENSA E ENTENDE OU TÊM MEDO QUE ELE VOS PEÇA CONTAS DO QUE ANDAM A FAZER AO SEU QUERIDO PORTUGAL E BEM AMADO POVO? MORDAM-SE DE RAIVA PORQUE NUNCA MAS NUNCA CONSEGUIRÃO APAGAR O SEU GRANDE VULTO DA HISTÓRIA! ESTÃO CHEIOS DE MEDO NÃO É? E SE ELE GANHA OS GRANDES PORTUGUESES COMO GANHOU O HOMEM DO SÉCULO XX E SE CALARAM QUE NEM RATOS? DESCANSEM, ELE NÃO MORDE MAS QUE SE ESTÁ A RIR DA CAMBADA DE DEMOCRATAS IDIOTAS QUE TIRARAM O NOME DA PONTE INAUGURADA EM 1966 PARA LHE COLOCAREM UMA ALCUNHA DE 1974, DISSO NÃO DUVIDO PORQUE ELE OS CONHECIA BEM, A TODA ESSA CAMBADA HILARIANTE DE EXILADOS POLITICOS A VIVER NO ESTRANGEIRO CHEIOS DE MORDOMIAS E CORRENDO PARA CÁ A BANQUETEAR-SE COM O QUE ELE DEIXOU! E AGORA SÃO OS "PARENTES" ANTI-FASCISTAS DA TRETA, A PASSEAR DE CRAVO NA MÃO, BEM VESTIDOS, BEM TRATADOS, DE BARRIGA E BOLSOS CHEIOS. SE O POVO QUER UM MUSEU QUE SE FAÇA, NÃO HÁ FUNDAÇÕES, COLÉGIOS E AFINS DE ALGUNS QUE NADA FIZERAM PELA PÁTRIA E PELO POVO SENÃO LERO-LERO? NÃO OS PAGAMOS TODOS NÓS? ENTÃO QUAL É O PROBLEMA SENHORES? A RAIVA, O ÓDIO DE QUEM NUNCA PASSARÁ DE MEDÍOCRE...VIVA SALAZAR!VIVA!

Anónimo disse...

A avaliar pelo primeiro comentário, vê-se que tipo de criaturinhas defende esse santuário mundial ao fascismo, inexistente em Itália, Alemanha ou Espanha.
Quanto aos democratas, não são auto-proclamados: foram mesmo presos e torturados por defenderem a democracia e a liberdade que tem aqui para escrever o que lhe apetece.

Consciência Critica disse...

A existente do tal museu não obriga a que quem não queira o vá visitar. Além disso aquilo que Portugal tem de mais rico, para além do vinho e do fado, é precisamente a nossa história, que os monumentos não são preservados por governo algum. Nesse sentido não me parece nada mal preservar esse património histórico. Qualquer dia ainda vem dizer que devíamos deixar de falar em Camões porque era zarolho. Haja pachorra. Isso é que é a vossa democracia? Vocês que são os defensores dos ditadores! Tenham vergonha na cara, já que na cabeça garantidamente não tem.

RMG disse...

Santuário mundial ao fascismo?!?!?

Eu não sei se o meu caro anónimo leu as notícias sobre a intenção da autarquia de Santa Comba, mas acho que não.
E já agora, do ponto de vista dos historiadores, não existiu fascismo em Portugal, por muito que isso custe a alguns. Aliás o próprio prof. Fernando Rosas já o afirmou, e penso ser insuspeito nessa matéria!

epb disse...

O que este anónimo tem de engraçado é considerar opinião de criaturinhas o que não gosta de ler e então pergunto que categoria de criaturinha será ele por ter a sua opinião? Por acaso até sei que neste assunto nunca estaremos de acordo e já lhe disse, noutros até o respeito e muito. Há quem fale de cor ou por ouvir dizer porque, pela idade, não viveu certamente nesses tempos tenebrosos que tanto medo lhe causam e em que senti muito mais a paz que hoje. Já sei que dirá ser uma paz podre de quem não se rala senão com o ter pão na mesa, mas lá está, é uma casa portuguesa com certeza... Noutros países não deitaram abaixo estátuas e outros objectos de períodos da sua História, porque esta não se apaga e arte é riqueza. Li muito sobre Salazar, porque o admiro, de pessoas de diversos quadrantes e ideologias, e vi fazerem-lhe justiça pelas suas qualidades e até pela convicção que tinham de que muitas coisas lhe foram atribuídas sem nunca as ter autorizado. E hoje não há abuso de poder em tantos campos? Até neste de cercearem a vontade do povo, impondo a de alguns.

PBH disse...

Acho bem que o Município de Santa Comba dedique um Museu ao seu natal mais ilustre. Porque não?
António de Oliveira Salazar é uma personalidade histórica que marcou como nenhum outro o séc. XX português.Se os munícipes nada têm a opor e a autarquia tem dinheiro, avante!
É curiosa a raiva que a cara comentadora EPB dedica a este tema no seu texto.Eu até sou monárquico, mas nem isso alguma vez me fez olhar para o meu país como algum território pessoal de algum monarca.
Para quê tanto insulto aos Democratas portugueses?
Eu compreendo as energias acumuladas durante o Estado Novo, em que não podia bradar com tanta violência contra a mediocridade e abuso dos governantes de então, sob pena de acabar a bardar aos quadrados, mas já passou tanto tempo e o cavalheiro em causa já morreu faz tantos anos, que acho que não vale a pena.
Por mais que brade o Dr. Salazar não se vai levantar da tumba, nem o Esatdo Novo regressará a Portugal.
Utilize a sua energia para construir um Novo Estado e deixe a história para os museus!

marcela castro disse...

He tratado de entender de que va la polemica y me rindo. No entiendo.
Solo escribo en apoyo de la opinion de RMG (salvo en que mencione a Fidel, ¿que tiene que ver Fidel en todo este lio?¿Que es tambien culpable de que no se haga un museo a Salazar? Es que estas semanas es culpable de tantas cosas) Salazar goberno Portugal, les pese o no les pese a algunos. Comprender su figura y su gobierno ayudara mucho a comprender una fase de la historia portuguesa y a quienes la vivieron

epb disse...

obrigada por concordar com o museu, fiquei muito sensibilizada com a aceitação dos argumentos válidos que para isso existem Com o resto não tanto mas disso lhe falo noutro local do blogue e não me vou repetir. Comecei por lá e pronto calhou em conversa. Sempre a considerá-lo sabe? Verdade...

Olindo Iglesias disse...

Também existe um museu dedicado à carbonária ali para os lados da Av. das Forças Armadas e ninguém parece revoltar-se...

PBH disse...

E um à República e Resistência imagine-se!!

Isto o bom é haver muitos museus, assim o povo aprende e não volta a cometer os mesmos erros...

ASD disse...

Desde que o museu seja um projecto de qualidade e de utilidade pública. A preservação da Memória(de toda a Memória, sem censura a nenhuma parte dela)é algo de essencial à construção da identidade de um povo e a um desenvolvimento harmonioso. O tratamento museológico, com base em critérios de rigor científico, de uma temática desta natureza não deve assustar ninguém, muito pelo contrário. Mas enfim, existem com efeito pseudo-democratas e temos de os aturar...democraticamente claro.
Já agora aproveito para me disponibilizar para colaborar no trabalho científico, museológico de concepção e execução do museu em questão. Não tenho preconceitos dessa ordem, a nossa história é a que é e devemos contribuir para o seu aprofundamento rigoroso. Só numa mente muito preversa e detorpada (e pouco democrática também...)um museu que trate a memória do Estado Novo e do Prof. Salazar pode ser encarado como uma afronta à democracia. São um período e uma figura da nossa história susceptíveis de trabalho historiográfico e museológico como qualquer outro. Ainda temos muito que crescer e evoluir...

M disse...

O problema é que se as pessoas começam muito a comparar a merda do tempo do Salazar com a merda ainda maior do tempo desta Desmocracia podem querer fazer marcha atrás e isso é que os põe com um medo que se cagam todos.

Estes "democráticos" estão cada dia melhores, como se pode vêr aqui e aqui e em muitos outro sítios.