09 fevereiro 2007

Eu voto SIM


Porque acredito que uma mulher só recorre ao aborto em última instância e em estado de última necessidade.

Porque acredito que as mulheres não recorrerão ao aborto como método anti-conceptivo.

Porque acredito que uma mulher que aborta no início da gravidez não deve ser julgada, condenada e presa.

Porque acredito que a actual lei não é eficaz pois quem quiser fazer um aborto em segurança vai a Espanha e fá-lo sem problemas.

Porque acredito que a vitória do "Não" não resolve nada, tal como não resolveu há 9 anos.

Porque não faz sentido ter uma lei a dizer que é crime e depois ninguém querer aplicar a respectiva sanção prevista.

Porque acredito que não estamos perante um homicídio qualificado ou premeditado.

Porque acredito numa regulamentação séria da lei, que obrigue ao aconselhamento, estipule apoios, e procure envolver o Pai nos casos em que tal seja possível.

Porque não estamos perante uma liberalização, mas uma despenalização.

Porque as 10 semanas são um prazo absolutamente razoável e bastante inferior aos que vigoram na maioria dos países da União Europeia.

23 comentários:

Caetana disse...

Caramba... o menino é rapidissimo a tomar dicisões...!

Anónimo disse...

Eu voto SIM. Sim, porque sou mulher e é preciso acabar com o aborto clandestino que põe em risco a vida das mulheres.

Dia 11/02 vou dizer SIM.

Chega de tratar a interrupção da gravidez pelos sistemas policial e judicial.

RMG disse...

Lol. E a tia é rapidissima a comentar! ;)
A minha hesitação prendia-se apenas com uma questão que, deverá ser devidamente tratada e prevista, aquando da redacção da nova lei.

marcela castro disse...

Estoy de acuerdo contigo, la ley portuguesa es ineficaz, porque no impide el crimen, lo castiga despues de cometido, y es evidente que no disuade de nada ni defiende ninguna vida.

Pero ya tambien lo expuse: hay un crimen,debe haber un castigo. No la carcel, o no tal vez 10 años, pero no puede quedar impune un aborto antes de 10 semanas si no hay razones medicas, si la madre o el feto no corren riesgo vital. Es en lo unico que no estoy de acuerdo, por motivos que he expuesto muchas veces antes.

RMG disse...

Marcela,
o aborto em caso de violação não é punido em Portugal. E que eu saiba, aí não há razões médicas nem perigo de vida da mãe ou do feto. O precedente já está criado.

marcela castro disse...

Pues en realidad si hay razones medicas en el caso de violacion. Piensa, caro RMG, que es un acto de sexo no consentido usando la violencia y que sicologicamente crea un trauma a la mujer, por ende obligarla a retener un feto producto de ese hecho puede afectarla aun mas. Que en el 99,9% son infectadas por enfermedades (los violadores no son precisamente aseados), y que el embarazo impide un tratamiento. Que la vagina queda dañada, y puede provocar infecciones, que ponen en riesgo la vida de la mujer. Y piensa que en violacion muchas veces son niñas las victimas, cuyos cuerpos no estan preparados para el embarazo.

Por eso no entendere por que en Chile los diputados se negaron a despenalizarlo. Claro, como a ellos no los violan les importa un cuerno.

PSG disse...

Curto e grosso RMG!!
Estava a ver que o SIM só tinha 25% neste blog!
Agora prepara-te para receber os ferozes DRS/PBH, aliás demorados porque um deve estar a preparar o post dos 99 anos do regicídio e o outro o 23 post de bajulanço ao Milton Friedman.

Aproveito para apelar ao voto.
Seja sim ou não, mas no domingo, votem!

marcela castro disse...

¿todavia seguimos con Friedman?

Olindo Iglesias disse...

A questão trata de se saber se a vida tem um valor intrínseco , ou se o valor está aquando da concepção!?

Para mim o valor da vida é intrínseco. Quanto ao resto, e ao que penso, podem facilmente extrapolar.

Lidia disse...

Folgo em constatar que já acredita o meu caríssimo RMG na sensatez das mulheres que, tendo ao seu lado um homem responsável e dedicado, seguramente não deixarão de partilhar com ele decisões tão importantes como a venda de um carro... ou de uma casa... ou uma IVG... ou um novo nascimento...
:P

epb disse...

Gostei de ler RMG pelo que diz e pelo que sei, a persuação teve um rosto muito dificil de combater não é? Que o diga eu que o conheço bem...tenho estado atenta a todas as opiniões e espero tomar a atitude certa com a ajuda da minha alma imortal.

Caetana disse...

Tem toda a razão... Votar em consciencia é super dificil... a tia que o diga: normalmente só está consciente cerca de 45 minutos por dia de ano bisexto e 38 por dia de ano normal.
Devo salientar o facto de esta ter sido a primeira vez que o menino, actually (a tia é super britanica) respondeu à tia!
beijinhos grandes cheínhos de saudades saudosas!

RM disse...

Caro RMG, é admirável a quantidade de coisas em que passou a acreditar em tão pouco tempo... lá diz o povo "Fia-te na Virgem e não corras"... e que bem que fica aqui o termo «virgem». Tomara que não arrependa de tanta crença inopinada.

Bom Domingo para todos!

PBH disse...

Parabéns!
Nada com um homem decidido! Tudo melhor que NIM!

O meu caro PSG anda muito espirituoso!
Quanto à questão do Referendo já disse tudo o que tinha a dizer. O Povo que vá a votos e decida. Eu farei o mesmo!
Quanto ao regicidio, o meu amigo já lhe fez a devida homenagem ao fazer-lhe referência.
Que o veja tão activo por outras causas como o vejo por este Referendo é o mau maior desejo!

RMG disse...

Caro RM,

Afirmações um pouco extraordinárias vindas de quem não me conhece de lado nenhum!
Por outro lado, em vez de contra-argumentar, teoriza sobre a minha hipotética mudança de crença, indo mesmo ao pormenor de a classificar de inopinada.
Se tivesse lido com atenção escusava de escrever disparates!

Consciência Critica disse...

Grande confusão nessa cabeça. Eu vou votar "NÂO"

RM disse...

Efectivamente Consciência Crítica... que grande confusão que anda por aqui nalgumas cabeças...

Caro RMG, eu já havia argumentado contra a sua posição e demais votantes no "Sim" em comentários anteriores e até por mais que uma vez... "Se tivesse lido com atenção escusava de escrever disparates!"

RMG disse...

Constato meu caro RM que não concretizou a minha "rápidas mudanças de crenças", ainda que "inopinadas".
É bom sinal...

RMG disse...

"As minhas", e não "a minha", como por lapso aparece.

Anónimo disse...

parece-me que RM não acredita em campanhas eleitorais, nem sabe que as mesmas se destinam precisamente a argumentar para ajudar os indecisos a formar uma opinião...
se assim não fosse, muito dinheiro se andaria a esbanjar para nada... ou será que só são convincentes as campanhas que advogam a opinião de RM?...

RM disse...

Ora essa caro... ninguém... com certeza que acredito nas campanhas eleitorais... justamente por isso manifestei a minha admiração pela eficácia tão inopinada que elas produziram na opinião de RMG. E já agora, deixe-me dizer-lhe, que fica melhor quando se identifica!

Anónimo disse...

se não me identifiquei é porque alguém neste blog me pôs de castigo para não hostilizar ninguém neste blog... :-) como não se tratava de expressar qualquer opinião, mas sim chamar a atenção para o facto de que há campanhas e de que o propósito destas deve ser esclarecer e iluminar os indecisos, espero não o ter ofendido com o anonimato, se bem que rm também não me diz nada...
LMBNS

Caetana disse...

Pronto... todos fora do anonimato
beijinhos da CMS... Que ninguém desconfia quem é... ahahah... isto dos códigos é super divertido. Temos de brincar mais vezes a este jogo!